segunda-feira, 28 de maio de 2007

Gripe

Essa queda de temperatura dos últimos dias é até gostosa, mas quando vem acompanhada de uma gripe... :((

quinta-feira, 24 de maio de 2007

Dia cinzento

Há menos de um mês para a chegada do inverno, o tempo está cinzento há vários dias. Hora o sol aparece, hora o céu fica coberto por nuvens escuras, mas não chovia há alguns dias. No entanto, hoje a chuvinha deu o ar de sua graça. Nosso outono não tem cara de outono de verdade. As folhas das árvores quase não mudam de cor, nem caem por completo. Isso ocorre porque não temos inverno rigoroso por aqui. O máximo que acontece (pelo menos na região litorânea do estado do Espírito Santo, onde moro) é a temperatura ficar um pouco mais amena que no verão. Hoje amanheceu mais frio que de costume, a temperatura agora está em torno de 20º. Isso é quase o inverno pra nós, uma vez que nessa época do ano a temperatura não baixa mais que 15º em situações extremas (a não ser nas montanhas, onde costuma chegar perto de 5º). A temperatura até que está gostosinha hoje, se não fosse a chuva...

terça-feira, 22 de maio de 2007

Como se forma um país corrupto?

O que se pode esperar de um país onde os políticos de renome, amados e respeitados por seu povo, acham que a corrupção é algo insignificante? É exatamente essa a opinião do ilustríssimo senhor Antônio Carlos Magalhães.
Hoje foi notícia na Folha Online a afirmação desse senhor de que são insignificantes corruptos e corruptores de R$ 20 mil, referindo-se ao sobrinho por ter recebido esse valor da construtora Gautama.
Caramba! Agora ser ou não ser corrupto é classificado por valor? A desonestidade tem limite de tolerância? A que ponto chegamos! É por causa desse tipo de consciência que só ouvimos notícias dessa natureza em todos os meios de comunicação. Às vezes me dá vontade de não assistir mais aos noticiários, pois ali fica mais clara, a cada dia, a descarada falta de respeito dos políticos e a impotência do povo brasileiro perante os seus representantes.
Somos obrigados a assistir todos os dias a nossa própria bancarrota como se fosse algo insignificante. E não culpe o povo por votar errado, pois não há opção de voto que preste, o sistema político está totalmente contaminado por gente como ACM, não há pra onde correr, não há quem escolher. A democracia é uma fraude. Sobre política, eu só acredito nisso.

"Não tenho nada a falar sobre Paulo Magalhães, acho apenas que um corruptor e corrupto de R$ 20 mil é insignificante. No entanto, cada um tem de pagar pelo que fez", disse ACM."

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u92669.shtml

segunda-feira, 21 de maio de 2007

Segunda... Eta dia difícil...

E começa mais uma segunda-feira. Não que isso seja ruim, tomara que muitas e muitas segundas-feiras venham por aí, mas depois de um fim de semana maravilhoso, juntinho com as pessoas de quem gostamos, no aconchego do nosso lar, é muito difícil retomar a rotina. :(

sexta-feira, 18 de maio de 2007

Momento Econômico

É incrível como a taxa do dólar vem caindo a cada dia nos últimos tempos. E chegamos a R$ 1,95 sem que o governo consiga intervir. Os exportadores estão loucos, pois, como se exporta com uma moeda num valor desses? Mas será que o momento é trágico mesmo? Na verdade, as empresas precisam ampliar sua visão, diversificar os seus negócios e enxergar que uma fase como essa, propícia para as importações, pode ser o melhor momento de se investir em tecnologia estrangeira de ponta a fim de alavancar a indústria brasileira na produção de bens com alto valor agregado. E o Brasil insiste em continuar a exportar somente comodities!

quarta-feira, 16 de maio de 2007

Impaciente

Nunca fui a paciência em pessoa, mas sempre fui bastante contida quanto a isso. Acontece que ultimamente não tenho conseguido mais me conter. As coisas não saem na hora que precisam sair, pra tudo temos que esperar uma eternidade.
Nem mesmo quando pagamos pra que as pessoas nos façam determinados serviços, conseguimos que aquilo seja resolvido em tempo hábil. Hoje fiquei uns 40 minutos esperando o meu prato ficar pronto no restaurante. Quando o da moça que chegou depois de mim foi servido, não agüentei, reclamei (e olha que costumo reclamar em último caso!).
E não é só isso, são filas nos bancos (looooooongas, demoraaaaadas!!!), filas nos médicos, fila no supermercado, fila em tudo quanto é lugar. Órgãos públicos nem se fala. É uma ironia que os que lá trabalham sejam chamados de "servidores públicos", pois quem parece ter que serví-los é o cidadão. E reclama pra você ver aonde você vai parar. Em toda repartição pública tem um cartaz lembrando que o "desacato" ao "servidor" é passível de prisão. Mas o cidadão pode sofrer todo o tipo de desacato da parte deles (não são todos, mas a maioria) sem o menor problema.

Ai, essas coisas me cansam, sabe. Acho que eu estou ficando realmente muito impaciente.

sexta-feira, 11 de maio de 2007

Dia de outono


Hoje o dia está lindo e gostoso! Gosto do outono, esses dias ensolarados, mas frios, típicos da estação. A sensação é de que tudo e todos estão sorrindo e animados com a vida. Só não gosto quando chove. A chuva entristece o dia e nos limita em tudo que vamos fazer. Não gosto de chuva.

terça-feira, 8 de maio de 2007

Cara Nova


O blog está de cara nova. Cansei das bolinhas verdes e amarelas.
;))

Na bronca!

Eu ODEEEEEEEEEEIO esperar mais do que é considerado razoável. Sei que nem tudo está à nossa disposição na hora que queremos, mas tudo tem um limite, até a espera. Hoje fiquei 50 minutos esperando um maldito ônibus pra chegar ao trabalho (detalhe: cheguei atrasada, né). Isso é inadmissível! É perder 50 minutos da vida fazendo o quê? Esperando por algo que deveria ter acontecido há muito tempo.
Às vezes fico imaginando se existe algum lugar onde essas coisas não acontecem, é pra lá que eu gostaria de ir. Outra coisa que ODEEEEEEEEEEIO é quando as pessoas não dão uma posição daquilo que lhes foi solicitado e ficamos esperando como idiotas. Será que custa dizer se o que foi pedido está sendo providenciado ou, se não, quando será feito? Prestadores de serviços são mestres nisso, e quando cobramos explicações eles acham ruim, vê se pode? Eles confundem as coisas, acham que eles estão na posição do cliente e o cliente na deles. É impossível conceber uma coisa dessas! Que ódio!

quarta-feira, 2 de maio de 2007

A culpa não é de Deus!

É comum ouvirmos as pessoas culpando a Deus pelas desgraças e fatalidades do mundo. A questão é que tais pessoas têm dois motivos para agirem assim. Primeiro, a concepção que se tem de Deus é de que Ele é um ser mágico, com uma varinha de condão nas mãos, a postos para realizar os desejos da humanidade sem pedir nada em troca, uma versão masculina das fadas. Segundo, é que tais pessoas vêem a Deus por uma perspectiva humana, no que diz respeito às decisões dele ou a sua forma de ver os acontecimentos, ou seja, são ignorantes a cerca da natureza de Deus.
Vamos esclarecer esses equívocos. Deus criou o homem para glorificá-lo e gozar as bênçãos proporcionadas por Ele. No entanto, o próprio homem acha-se auto-suficiente abandonando e descrendo em Deus. O mundo separado de Deus tornou-se um lugar terrível de se viver. O mal foi disseminado e colocou a todos nós, pessoas "boas" e "ruins", a mercê de suas atrocidades.
É muito fácil questionar que Deus não se importa com o que acontece a nós, mas não consideramos que a maioria de nós é que não nos importamos com Ele. Isso não significa que Ele nos deixa abandonados à própria sorte, mas que, às vezes, utiliza até de recursos que nos causam dor e sofrimento para que nos aproximemos dele, pois Ele nos quer junto de si.
Não podemos ser inocentes a ponto de imaginarmos que Deus nos vê a partir de nossa própria perspectiva humana. Deus é Deus e está completamente além da sabedoria de reles mortais e de suas convicções reslistas. É por isso que a bíblia diz que “todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus...” e inclua nesse pacote até as coisas tidas por nós como ruins.
Essas palavras podem parecer loucura, mas quem conhece a Deus através de Sua Palavra, sabe que essa é a mais pura verdade.