sábado, 28 de julho de 2007

Nasceu!!!

O Yan, meu 10º sobrinho (3º sobrinho-neto), sobre quem eu já havia comentado por aqui, acabou de chegar! Nasceu na noite de ontem. Graças a Deus, o parto foi tranqüilo e minha sobrinha e o filho passam bem. Minha irmã está lá em Belo Horizonte, já paparicando o primeiro neto e cuidando da Lucianne. Um beijo à nova familha, que Deus os abençôe!

sexta-feira, 27 de julho de 2007

Brasileiro, eta povo sem educação!

Ontem eu estava assistindo ao noticiário à noite quando a repórter estava dando as notícias do Pan. Entre as muitas boas novas sobre o desempenho dos atletas brasileiros nos jogos (ultrapassamos Cuba no quadro de medalhas!!!) estava a notícia infeliz da torcida brasileira contra os atletas estrangeiros.

A intensidade das vaias está ocorrendo de maneira a atrapalhar a concentração dos participantes e comprometer o resultado das provas! Nas competições de corrida, por exemplo, os atletas não conseguem sequer ouvir o tiro de largada e iniciam sem saber se a prova está valendo.

Um absurdo isso. Em vez de receber bem os visitantes, tratá-los com carinho e respeito e deixar neles uma boa impressão do nosso país, o povo brasileiro faz um papelão desses. Claro que não se trata de todos os torcedores, mas, infelizmente da maioria. Quanta falta de educação! Sem falar nos furtos que andam ocorrendo na Vila Pan-americana praticados pelos próprios funcionários e voluntários. Lamentável isso. E depois o país quer sediar as olimpíadas. Eu realmente queria saber como.

Update: 29/07/07, 14:18hs. O segundo lugar no quadro de medalhas não durou nem 24 horas :(

quarta-feira, 25 de julho de 2007

Tolerância quase zero

Não quero parecer antipática, isso eu não sou mesmo, me acho até muito simpática. Mas tem situações em que só não sou grossa por educação e por desejar ardentemente ser agradável com as pessoas. Mas que dá vontade de dizer o que vem à ponta língua, isso dá.

Tem gente que pergunta coisas que eu não acredito que tiveram coragem de perguntar. Não estou falando de situações corriqueiras do cotidiano como uma conversa informal, estou me referindo a situações sérias, como quando precisamos de gente que nos ajude a resolver problemas, por exemplo, mas que não conseguem pensar por si mesmas em relação a detalhes.

Lembram daquele quadro do programa Zorra Total da Rede Globo (um dos piores humorísticos da TV brasileira, diga-se de passagem) o Tolerância Zero? Pois é, dá vontade de fazer como o Saraiva, sincero como ele só. Eu e o Nil costumamos brincar de tolerância zero, quando um dá um vacilo o outro pega no pé com respostas bem intolerantes, mas é pura brincadeira, pra extravasar mesmo e rir um pouco.

Porém, no dia a dia, as regras da boa convivência nos obrigam a engolir a indignação e responder educadamente aos questionamentos inúteis e enfadonhos a que uns e outros nos submetem ou simplesmente, ignorá-los. Não cabe contar os “causos” que me motivaram a escrever isso, só vou mesmo deixar o desabafo.

terça-feira, 24 de julho de 2007

Desanimada...

Ando meio desanimada de escrever. Tem várias coisas que eu gostaria de compartilhar aqui, mas estou sem inspiração nenhuma ultimamente. Vamos dar um tempo pra ver se ela chega...

quarta-feira, 18 de julho de 2007

Que tragédia!

Foto retirada da Folha Online sobre acidente do vôo 3054 da Tam, ocorrido ontem

Só nos resta lamentar profundamente esta fatalidade...

quinta-feira, 12 de julho de 2007

Um dia com cara de inverno

Vista de Vitória e Vila Velha ligadas pela Terceira Ponte; fotografia tirada do Parque Estadual da Fonte Grande

A temperatura caiu um pouquinho e o dia hoje está totalmente cinzento. Será que finalmente o inverno chegou? Apesar de a estação mais fria do ano ter-se iniciado oficialmente há 21 dias, chegamos a ter temperaturas em 30º, tempo aberto, céu azul e nada de chuva por aqui nesse período. Tempo perfeito! Mas como não poderia durar...

terça-feira, 10 de julho de 2007

Outra notícia triste

Mais uma vez recebemos uma notícia desagradável. Faleceu ontem o pai de um amigo. Era um senhor não muito idoso, mas com sérios problemas de coração e ontem teve um ataque fulminante. Chegamos do trabalho e lá fomos nós para outro velório (que coisa, dois velórios seguidos!). A família estava muito triste, mas até bastante controlada. Só pedimos a Deus que continue consolando todos eles nesse momento difícil.

segunda-feira, 9 de julho de 2007

Notícia triste

Ontem Nil e eu soubemos de uma notícia muito triste. Um amigo do Nil, jovem, alegre, bonito, simpático sofreu um acidente de trânsito e veio a falecer. Depois que saímos do culto em nossa igreja fomos à casa da família onde o corpo era velado.

Tive uma sensação tão estranha ao ver aquele rapaz no caixão! Ele e eu não éramos íntimos, nem mesmo amigos de ocasião, o Nil é que tivera um convívio maior com ele há alguns anos atrás durante muito tempo, mas nos últimos anos houve certo distanciamento. Fiquei olhando para ele, inerte dentro do caixão, e me perguntando: “Como terão sido os últimos instantes de sua vida? Será que ele teve um momento de lucidez antes de ir? No que teria pensado? Será que teve consciência de que estava partindo?” Fiquei muito triste por ver um rapaz tão jovem, com perspectivas de uma vida inteira pela frente, ali, no ponto final de sua trajetória por este mundo. E fiquei a pensar onde ele estaria naquele momento.

Como cristã que sou, creio numa continuidade da nossa história após a morte, conforme o que diz a bíblia. Se essa continuidade será boa ou ruim, depende de uma escolha enquanto estamos de passagem por esta vida: assumirmos um compromisso verdadeiro com Deus através de Jesus Cristo, ou não. Não sei qual era a situação daquele rapaz, apesar de saber que ele foi criado de acordo com ensinamentos genuinamente bíblicos. Fiquei muito pensativa sobre isso e acho que, pela primeira vez, me deparei com a seriedade dessa situação.
Muitas vezes não nos permitimos pensar nessas coisas desagradáveis e mórbidas e levamos nossa vida como uma grande festa, mas é importante considerar que um dia todos nós passaremos pela experiência da morte. Será que estamos prontos para enfrentá-la e o que vem depois dela?

domingo, 8 de julho de 2007

O Cristo ganhou!


E entre as sete maravilhas do mundo moderno, com seus 38 metros de altura e 76 anos, está o nosso Cristo Redentor! Ele foi eleito juntamente com os outros seis monumentos ontem, numa cerimônia em Lisboa, Portugal.

Os outros monumentos que compõem as sete maravilhas são: a Muralha da China, a cidade de Petra na Jordânia, o mausoléu do Taj Mahai na Índia, Coliseu de Roma, Pirâmide de Chichén Itzá no México e as ruínas de Machu Picchu no Peru.

terça-feira, 3 de julho de 2007

De cara nova de novo

Eu andei bastante confusa quanto ao layout do Prisma, quem o visita deve ter notado isso. Já troquei umas três vezes pra experimentar e não me decidia, mas agora acho que encontrei meu modelo ideal. Bem simples. Gostaram?

Parabéns meu amor!

Hoje é o aniversário do Nil. Acordei-o de manhã cantando "Parabéns pra você" e mais tarde vamos sair para comemorar.

Meu amor, feliz aniversário e muitos anos de vida ao meu lado. Amo você!

P.S. Gostou do presente? ;))

segunda-feira, 2 de julho de 2007

Réplica

Conforme a contestação do leitor ao último post, faço esta réplica para esclarecimento. Levantou-se a possibilidade do uso do gerúndio em caso de futuro composto, o que não corresponde à realidade, basta que se observe a regra gramatical. O futuro composto envolve os verbos auxiliares ter, ser, haver seguidos de qualquer verbo NO PARTICÍPIO e não no gerúndio. Exemplificando, as formas de utilização são as seguintes:

- Futuro do presente composto do indicativo: "Quando você voltar, já TEREI PARTIDO".
- Futuro do pretérito composto do indicativo: "Eu SERIA VENCIDO se não tivesse me esforçado.
-Futuro composto do subjuntivo: "Quando você TIVER ACABADO, me avise".

Em casos de comum utilização do gerundismo, como "estarei dormindo" ou "estarei te esperando" o correto seria dizer "estarei a dormir" ou “estarei a ter esperar”, frases mais comumente utilizadas no português de Portugal, mas que se aplica ao nosso também.