quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Histórias de quem anda de ônibus

Acontecem coisas inacreditáveis nos ônibus, quem utiliza transporte coletivo sabe bem do que estou falando. Eu detesto pegar ônibus e sonho com o dia em isso será uma mera lembrança na minha vida, mas de vez em quando tenho que admitir ser até divertido.

Outro dia saí do trabalho, peguei o dito cujo e fui para a faculdade. No meio do caminho entra um sujeito com um violão na mão, se espreme entre os passageiros (carro lotado), vai lá para frente e, muito bem-humorado, se apresenta como Roger Cantor.

Faz algumas piadas, o povo começa a rir e a se interessar pela figura mais que irreverente. Então ele começa a interpretar uma de suas canções (composta por ele mesmo!) ao som do seu violão. É simplesmente hilário, hahaha! A voz dele é muito engraçada, a música romântica num estilo meio sertanejo é mais engraçada ainda e, na hora do intervalo instrumental, ele diz: “Roger cantor, música nos coletivos!” naquele tom de locutor de rádio.

Olha, eu não agüentava mais de tanto rir. No final algumas pessoas contribuíram com uns trocados e ele divulgou sua comunidade no orkut. O cantor de ônibus tem uma comunidade! Aí é que eu ri mesmo!

Se você quiser conferir que essa figura não é fruto da minha imaginação, aqui está o Fã Clube – Roger e seu violão . Hahaha!

2 comentários:

vivendo disse...

Celinha,
São muitos causos!Aqui na minha cidade não tem ônibus, são as Kombis o meio de transporte coletivo...então, é todo mundo apertado, batendo cabeça na saída,desconforto total!!beijim, Vivi

Celia Rodrigues disse...

Pois é, Vivi. Cada lugar com sua peculiaridade. Mas aqui, mesmo sendo ônibus andam lotados e desconfortáveis também. Um abraço!