terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Capixabas e Canelas-verde

Pessoas nascidas no Espírito Santo são chamadas de capixabas. Isso é curioso, pois o termo em nada se parece com o nome da região, mas tem certo fundamento histórico. A palavra capixaba, de origem tupi, significa “área roçada, pronta para o plantio”. Esse era o termo com que os índios que aqui viviam se referiam às terras de sua plantação de milho e mandioca. Os portugueses começaram a chamar os índios, oriundos da terra, de capixabas, e o termo acabou por se estender a todos os nascidos em solo espírito-santense.

No entanto, há outra denominação para um grupo específico de capixabas. Diz a história que, quando os portugueses aqui chegaram, ao descerem três homens da embarcação a fim de verificar a profundidade para a sua atracação, tiveram as pernas até a altura dos joelhos onde as calças estavam arregaçadas, envolvidas por grossa camada de algas, ficando eles com as canelas verdes da vegetação. O ocorrido causou divertimento à tripulação que denominou os nativos daquela região específica – Vila Velha – de Canelas-verde. Logo, eu sou uma canela-verde.

10 comentários:

Ricardo Luiz disse...

Olá!
Que fato curioso esse, não minha cara 'canela-verde'... Minha região (nordeste de SP) tem cidades conhecidas por ávores frutíferas... Pitangueiras por exemplo, é porque existiam grandes pés de pitanga onde os viajantes descansavam.
E uma delas me intriga... Jaboticabal, onde os moradores são conhecidos por 'bocas-amarelas' devido ao enorme número de... mangueiras!!!

Levantarei a estória de mais algumas cidades por aqui e depois publico-as tb!
Um abraço e obrigado pela visita!

Priscilla disse...

Olá Célia!De grande valia as informações contidas em seu blog! Tenho em mente fazer algo do tipo, falta-me ainda um pouco de tempo e idéias...mas chegarei lá. Fui apresentada ao seu blog pelo meu precioso amigo Flávio. Peça-lhe que lhe conte a nossa história.
Deixo aqui meu grande abraço. Até mais!

Celia Rodrigues disse...

Ricardo, gosto muito de história e, quando leio a respeito acabo descobrindo essas curiosidades interessantes. É legal saber sobre a origem das coisas. Vou aguardar as publicações sobre a sua cidade. Um abraço!

Olá, Priscilla! É um prazer recebê-la, espero que goste do blog e que volte mais vezes. O Flávio é seu precioso amigo e meu precioso sobrinho, rsrs! Sobre escrever um blog ou algo parecido, invista nisso. Se você gosta de escrever vai ver como manter um espaço assim é prazeroso. Quanto às idéias, não se preocupe, elas vêm naturalmente. Um abraço!

Taty disse...

Eu adoro o seu blog!! É muito gostoso aparecer aqui e sair sabendo coisas novas, conhecendo sabores novos. Adoro de verdade. Um beijo!!

Celia Rodrigues disse...

Ah, Taty! Fico muito feliz por promover esse bem-estar aos que visitam o Prisma. Quando escrevo, penso mesmo em cada um que acompanha o blog e fico esperançosa de que gostem dos textos. E o resultado é esse seu comentário tão carinhoso. Obrigada! Grande beijo!

Liz / Falando de tudo! disse...

Bonjour,
Gosto de visitar alguns blogs que não conheço, e que as vezes nem me indentifico muito, mas sempre que gosto do "desconhecido", deixo um recadinho, e quem sabe depois a gente não fique trocando vistinhas, né?!

Flávio Rod. disse...

Menina, você está se tornando perita em história mesmo! Muito interessante o post! Eu tinha uma idéia bem diferente do que significa a expressão "canela-verde". Mas, está aí, pela qualidade dos seus artigos você está atraindo mais pessoas ao seu blog, inclusive uma muito estimada amiga minha - Priscilla. Continue progredindo!

Casamento feliz disse...

Olá

Gostei do seu blog, vou voltar sempre

Beijos

Celia Rodrigues disse...

Liz, seja bem-vinda! Será um prazer trocar visitas com você. Um abraço!

Flávio, thanks! Que bom que estou agradando. Prisma também é cultura, viu!

Casamento feliz, é um prazer tê-lo(a) aqui no blog, pode voltar sempre que quiser, um abraço!

hugo jose da silva disse...

quem nasce no ES é espirito santense. capixaba-vitoria; canela verde-v velha; linharense-linhares;aracruzense-aracruz;etc.a cultura esta se esvaindo e ninguem faz nada. onde estão os defensores da tradição? não vai demorar vão mudar o hino ao inves de "salve o povo espiritosantense" sera "salve o povo capixaba" faz pena...muita dó...lamentável...