sábado, 14 de junho de 2008

Convento da Penha

Ele é um dos maiores e mais antigos monumentos religiosos do Brasil e está localizado em Vila Velha, minha cidade. Ele fica a 154m de altitude e tem esse nome, obviamente, por ter sido construído numa penha. A imagem que habita por lá, uma das muitas Senhoras ditas mãe de Deus, também recebeu o nome de Nossa Senhora da Penha. Segundo a religião católica, ela é a padroeira do estado do Espírito Santo.

Tudo começou nos idos de 1558, quando o frei franciscano Pedro Palácios, espanhol, chegou à Vila do Espírito Santo com os portugueses e fez sua morada uma gruta ao pé do morro onde hoje está o convento. Ele trouxe consigo um quadro da até então Nossa Senhora das Alegrias e mais tarde encomendou uma imagem da mesma a um escultor de Portugal.

Muitas são as lendas em torno do monumento e da santa. A mais famosa de todas explica a construção no cume do monte. Reza a lenda que o padre fez uma capela próxima à gruta onde morava e lá expôs o quadro da santa. Por 3 vezes o quadro desapareceu, tendo sido encontrado no cume do morro. Dessa forma, ele entendeu que era o desejo dela que seu santuário fosse construído lá em cima. E assim se fez anos mais tarde, começando com uma capela simples e passando por várias ampliações e reformas no decorrer dos anos, tornando-se o que é hoje.

Uma curiosidade a respeito da construção e manutenção do convento, é a quantidade de escravos* de que os franciscanos, habitantes do local, dispunham. Além da construção, a mão-de-obra era a mais diversificada possível, cuidavam da limpeza interna e externa, do gado, das lavouras e dos pomares. Sabe-se até de escravos músicos, utilizados nas solenidades e festas religiosas. Havia ainda o costume de se alugar escravos dos donos de terras durante os festejos e procissões, em que eles não só ajudavam nos preparativos como também eram colocados nas ruas para conseguir esmolas para o convento. Quem visita tão bela e imponente construção, deveria não só ficar fascinado pela belíssima arquitetura, mas também penalizado pelo árduo trabalho não pago empregado ali. Basta observar o tamanho das pedras nas paredes e calçamentos, e a altura e distância que elas foram descoladas pela força dos pobres escravos.

Logo após a páscoa começa a Festa da Penha, aniversário do convento e da padroeira, que causa grande movimentação em Vila Velha. São vários dias de procissões, romarias, visitações ao convento e missas em agradecimento ou pedido de graças. Neste ano comemorou-se o 450.º aniversário do convento e, para tal comemoração, a santa e o bebê em seu colo receberam presentes especiais. Há algum tempo suas coroas de ouro e brilhante foram roubadas. Este ano um joalheiro da região presenteou as esculturas com novas coroas de ouro cravejadas de diamantes e topázios rosas e azuis, que simbolizam as cores da bandeira do estado e também combinam com o manto da santa.

Há algum tempo eu planejava escrever a respeito do convento, que é uma referência cultural importante na minha cidade. Por ocasião da Festa da Penha, que aconteceu no mês de abril, e pela minha visita ao monumento há algumas semanas, veio a motivação para o texto. Você pode se perguntar por que eu estou escrevendo a respeito de assuntos que vão de encontro aos meus princípios religiosos. Explico: a finalidade deste post é simplesmente cultural e informativa. Meu desejo com a série “Espírito Santo – Minha Terra” é, independente das minhas crenças e discordâncias, mostrar tudo que for possível a respeito da cultura e da história do estado onde vivo, e o catolicismo português teve grande influência aqui como em todo o resto do país. Dessa forma, seria incoerente falar de história e cultura sem mencionar a religião que as influenciou. Imparcialmente.

A despeito de sua simbologia religiosa, fica aqui mais um registro cultural sobre o Espírito Santo. Abaixo, fotos feitas por mim durante o passeio, todas com legenda para que se tenha idéia da dimensão abrangida pela vista, que é o que há de mais belo no local. Lindo, lindo, lindo...

*Informações obtidas através da obra Páginas de História Franciscana no Brasil, Editora Vozes, São Paulo, 1957, do historiador Frei Basílio Röwer



Clássica foto do Convento com suas imponentes palmeiras.

Eu e Nil no pátio principal, onde acontecem as festas.

A rampa de pedra que dá acesso ao santuário. Cercada pela Mata Atlântica, pode-se observar macaquinhos pelas árvores durante a subida.

Minha querida Vila Velha, o lado do litoral e o interior da cidade.

A Terceira Ponte, que dá acesso à Vitória (passo por ela todos os dias a caminho do trabalho) e a propriedade do Exército ao pé do morro.

O pátio principal e a escadaria contornada pela mata.

Obra que retrata as procissões na época da república; placas afixadas pelos fiés na entrada do corredor principal, ao lado da capela.

Escultura de frei Pedro Palácios; parte do Convento.

22 comentários:

Tetê disse...

Oi Célia! Naquele dia da blogagem coletiva passei tão rápido pelos blogs que nem pude curtir direito! Esse seu espaço é fantástico! Adorei matar saudades do convento e da paisagem de lá de cima! Já passeei muito por terras capixabas! O ES lembra muito o RJ. Tem praias, lagoas, serras... O que mais me fascina aí são as formações rochosas. Verdadeiras esculturas! Vou ficar feliz se pudermos ser amigas! Vou "hospedar" você na Casa da Tetê. Bjks e bom domingo!

Georgia disse...

Célia, perfeito esse post e super bem colocado em todos os aspectos. Nao acredito que possa ter alguém que vá comentar sobre religiao por aqui até porque o assunto nao é esse. O assunto é turismo e dos bons. Fotos lindas. Paisagem maravilhosa e você lembrou muito bem e com muito carinhos dos nossos pais escravos. Eles sofreram e trabalharam muito na nossa terra.

Parabéns!!!

Boa semana

Grande beijo

vivendo disse...

Eu estive aí, há dez anos atrás. Gostei muito da paisagem. Na época fiquei chateada pois não deu tempo de ir na Fábrica da Garoto de chocolates...A visão do Convento é muito linda...Aqui no RJ tem uma Igreja da Penha também, é uma famosa pelos muitos degraus...beijo, Vivi

Jacinta Dantas disse...

Ei Célia,
as fotos que você apresenta são pura poesia, linda poesia. E falar de um patrimônio como o Convento da Penha é relembrar a história que se faz passado e presente em nossas vidas vilavelhense. Parabéns. Ficou muito bom o seu post.

daniel disse...

Célia

Pelo meu "Prisma", a selecção é espectacular, tanto sob o ponto de vista do texto, como das maravilhosas imagens.
Considerações,
Daniel

Renata Braga disse...

Oi Célia!

Lindo post sobre o Convento, lugar maravilhoso héim!!

E tu tens razão guria, sobre o que comentastes no meu blog, a respeito do Dia dos namorados. Há algum tempo que deixou de ser uma data comemorativa, em que os casais deveriam simplesmente exaltar o amor, ou o fato de estarem juntos, para ser uma data de vendas.
Isso realmente me incomoda.
Eu, apesar de estar solteira agora, não acho legal isso, e quando achar alguém legal pra curtir comigo vou pensar como tu, e aproveitar a data da melhor maneira possível, com meu amor.

Bejoss guria e apareça!

Vou colocar te blog nos meus favoritos, gostei muito do que tu escreve!

simone disse...

Oi, querida que linda sua cidade, suas palavras.Grata pela visita a música é realmente algo transcendente.bjs.Simone

Chris Rodrigues disse...

Oi Célia,
tenho uma prima que mora em Vitória e eu adorei Vila velha.

Bjos

Taty disse...

Eu passo por aqui, leio esses textos e fico morrendo de vontade de conhecer tudi isso.
Enquanto não posso ir de verdade, vou viajando com vc por aqui.
Um beijo!!

Luis F disse...

Amiga

Que bela descrição... viajei nas tuas palavras e descobri o local com os teus olhos.

Adorei...

Obrigado pela partilha e pelo momento.

Bjs com amizade
Luis

Victor Fontana disse...

Mãe de Deus e padroeira do Espírito Santo... que ironia...

Ótimas fotos!

O Pedinte disse...

Por favor, visite o meu blog. Há uma razão especial para isso. Obrigado.

NANDO DAMÁZIO disse...

Legal !!
Uma das coisas que mais gosto nos blogs é isso, a possibilidade de fazer "turismo" sem precisar levantar da cadeira, hehe ..
Adorei conhecer esse lugarzinho fascinante tendo você como "guia", rs!!

Bem, tirei umas curtas férias do blog, achei que seria definitivo, mas enfim estou de volta, rs .. Saudade de vir aqui !!
Abração, Célia !!

Casamento feliz disse...

Oiee

Bom fds amiga

Beijao , fica com Deus

Andréia disse...

oi guria! vc e suas viagens perfeitas..

quero um pedaço do paraiso..hehehe

beijosss

Sonia Regly disse...

Excelente post!!!Parabéns!!! Posso linkar seu Blog, ele é muito bom!!! Ainda não sei linkar, vou pedir minha filha para fazer isso pra mim.Beijinhos Têm post novo lá no Compartilhando as Letras, te aguardo lá!!!!!

Espaço Mensaleiro disse...

Célia,

Vim visitar e desejar um ótimo fim de semana.

Um grande abraço.

Eliana Alves

Casamento feliz disse...

Oi amiga

Uma semana abençoada para vcs

Beijos

Adri /Dri /Drika disse...

Celia que linda paisagem, sem duvida um belo lugar para recarregar as energias... Bjoka ;)

Celia disse...

Muito bom seu post sobre o convento. Adorei as fotos. Bj

Sonia Regly disse...

Amiga,
Já linkei seu Blog.Apareça por lá e confira.Coloquei uma postagem com um lindo slide sobre o meio ambiente.Beijinhos.

Celia Rodrigues disse...

Olá, Tetê! Que bom que gostou daqui! Ficarei feliz em ser hospedada na sua casa e farei o mesmo com você, rsrs. O Espírito Santo tem coisas lindas a oferecer, apesar de ainda ser bem desconhecido nacionalmente, por isso a minha preocupação em mostrá-lo aqui no Prisma. Um abraço e volte sempre!

Oi, Geórgia! Que bom que você gostou! O turismo ainda não é tão forte aqui na minha terra, apesar de ela apresentar boas sugestões como vocês podem ver aqui no blog. O que precisamos é investimento. Um abraço!

Vivi, quando você vier aqui de novo iremos juntas à fábrica de chocolates, prometo, rsrs. Beijo!

Oi, Jacinta! O próprio lugar nos inspira, senão a fazer versos, pelo menos a fazer belas prosas e imagens que dispensam palavras. Abraços!

Olá, Daniel! Seja bem vindo! Amo história e amo imagens. É um bom casamento, não? Abraços e volte sempre!

Renata, obrigada pelos elogios! Finque à vontade para linkar o blog e não esqueça de aparecer sempre. Abraço!

Simone, eu amo a minha cidade e me dei conta disso depois que passei a escrever sobre ela no blog. Espero também despertar o interesse dos meus leitores por ela. Abraço!

Chris, já está convidada a voltar a visitar minha cidade, aproveita que agora tem como motivo, além de visitar a prima, conhecer uma blogueira, rs! Beijo!

Taty, que bom que posso te proporcionar esse turismo virtual! Mas venha pessoalmente, me comprometo a te mostrar tudo. Será muito divertido! Beijo!

Luiz, é sempre muito especial te receber aqui. Um abraço!

Victor, tem coisas que parecem fazer sentido, né? Ainda bem que conhecemos o verdadeiro sentido de tudo! Abraço!

Nando! Que bom que você desistiu dessa idéia de abandonar a blogosfera. É um prazer tê-lo de volta, passarei pelo seu blog para continuar acompanhando a sua novela. Abraço!

Fabi, bjim procê!

Oi, Andréia! Vem pra cá que eu divido com você, rsrs! Beijo!

Sonia, fique à vontade para me linkar. Assim que for possível te visitarei de novo. Beijo!

Adri, a paisagem é o que há de melhor como eu disse no post. Lindo! Melhor que as fotos, só vendo pessoalmente. Beijo!

Oi, Celia! Que bom que tenha gostado! Abraço!