sábado, 13 de fevereiro de 2010

Solidariedade virtual


Menina, Isso aqui tá abandonado. Cadê você?” Esse foi o comentário que a querida Geórgia deixou no último post dias atrás.

Pessoal, confesso que não tenho dado a mínima atenção a esse blog. Nem é preciso confessar, não é? Todo mundo que ainda passa por aqui percebe isso. A verdade é que, desde que passei por um período de turbulências há aproximadamente um ano, bateu uma grande desmotivação com a escrita. Graças a Deus, a fase passou, mas o entusiasmo não voltou. Tenho raros momentos de inspiração, e só.

Eu que sempre tive tanto assunto para postar, hoje vivo me perguntando: “sobre o que vou escrever?” E muitas vezes, fico chateada e desapontada comigo mesma quando lembro que este espaço já foi tão interessante.

Por varias vezes tenho pensado em encerrar definitivamente o Prisma. Às vésperas de fazer três anos no ar, ele se tornou uma casa cheia de teias de aranha, entregue às moscas e às baratas. Incomoda-me mantê-lo dessa forma, mas simplesmente não consigo escrever o último post. Insisto em pensar que em algum momento o entusiasmo vai voltar e o espaço estará aqui, esperando para ser abarrotado de novidades e assuntos interessantes.

Nessas horas uma simples frase como a da Geórgia surte um efeito... Além dos e-mails e convites dela para participações na blogosfera. Ela é realmente um carinho de pessoa! Sempre se importando e incentivando os outros. É a boa e velha solidariedade, presente até no mundo virtual.

Isso é meio que um desabafo. E uma espécie de explicação a quem sempre gostou de me ler e não tem encontrado nada ao passar por aqui. É engraçada a escrita. Tenho a cabeça cheia de coisas, tantas situações estão acontecendo à minha volta, assuntos legais de serem abordados e compartilhados e eu não consigo “colocar no papel”. A escrita não é só técnica, é principalmente sensibilidade. Uma sensibilidade que sempre tive e que me tem escapados dos dedos.

Definitivamente, preciso voltar a escrever.

5 comentários:

Priscilla disse...

Oi, Célia! Também estou com saudades. Que a sua inspiração volte logo, é sempre um prazer ler seus posts. Um abração!

Georgia disse...

Célia querida, nao imaginei que esta minha frase iria te sacudir. Na verdade eu estava preocupada achando que algo bem sério poderia ter te acontecido.
Sabe o que eu acho? É que a vida real está muito mais interessante que a virtual. Que o calorzao que está fazendo no Brasil, desmotiva mesmo qualquer escrita.
Acho também que por você estar vivendo tantas coisas nao consegue arrumar tudo isso e colocar na ponta do lápis, ou melhor na ponta do blog e as idéias ficam tumultuadas e ai você fica sem interessa.
O que vc pode comecar a fazer no caso é: Coloque as suas receitas. Sei que vc adora coinha e cozinha coisas deliciosas. Assim você vai arrumando as idéias, e vai dividindo conosco aquilo que você sabe fazer de melhor que é um bom prato. Estou com saudades das suas receitas.
No mais, ai sim, a escrita vai voltar.

Um beijao

Renata Braga disse...

Querida!

Realmente sentimos tua falta, mas sei bem, e te entendo perfeitamente, pois no ano que passou, tive o mesmo momento de falta de inspiração...

Mesmo com tantas coisas acontecendo, tantas situações que gostaríamops de compartilhar, simpelsmente não sai! Não conseguimos colocar no papel,(ou rede) eheh

Mas fique tranquila, e claro, vamos sentir falta de tuas palavras, mas são coisas da vida não é?


Beijoooo querida!

Georgia disse...

passando para te desejar uma semana abencoada.

Bjao

Luciana Reis disse...

Amiga, experimenta gravar um áudio e postar aqui...
Um louvor que goste de entoar...
Ah! que saudade da sua voz tão doce...

Continuo te "espiando".. rs bjs..