domingo, 23 de maio de 2010

Piscinas Naturais


Elas são uma peculiaridade em toda a costa pernambucana. Como eu disse no primeiro post dessa longa série sobre as férias (juro que esse é o último!), a formação de recifes ao longo da costa propicia a aparição das piscinas quando a maré está baixa. Cada praia visitada apresenta uma determinada característica, mas elas estão sempre lá, lindas, claras e deliciosamente mornas.

Porto de Galinhas

A cerca de 70 quilômetros de Recife para o norte, ficamos hospedados neste badalado ponto turístico, mais precisamente na Praia do Cupe, próxima à vila de Porto de Galinhas. No entanto, toda a região é conhecida pelo nome da praia principal que nomeia a vila. Além dessas, estivemos na Praia de Maracaípe, em alguns pontos mais propícia para o surf, e na magnífica Praia de Muro Alto, onde pudemos passear tranqüilos de caiaque pelas águas azuis e quietas.
Como a-d-o-r-o história, tenho que registrar aqui uma curiosidade, hehe. Durante o período do Brasil colonial, algumas leis anti-escravagistas foram promulgadas, como é do nosso conhecimento. Porém, ainda assim dava-se um jeito de que os negros continuassem povoando as senzalas clandestinamente. Nessa região os contrabandistas de escravos faziam chegar barcos cheios de africanos escondidos no porão e cobertos de galinhas na parte de cima. Quando aportavam, os mensageiros saíam a gritar pela vila que “tem galinha nova no porto! tem galinha nova no porto!”, na verdade informando a chegada de uma nova leva de escravos. Daí o nome Porto de Galinhas.

As famosas piscinas de Porto de Galinhas, ficam apenas a 400 metros da margem. Pagam-se R$ 10,00 por pessoa e os simpáticos jangadeiros nos guiam até o local dando informações e cuidando para que ninguém ultrapasse as linhas de proteção ambiental. Aqui o mergulho é sensacional e a vida marinha abundante. Nunca imaginei que eu pudesse estar dentro de uma piscina cercada por um imenso cardume. Em palavras fica difícil definir o lugar. Vou deixar as imagens falarem por si.

Maragogi

Descendo um pouquinho no mapa chegamos ao estado de Alagoas, tudo isso para visitar as piscinas naturais mais bonitas do Brasil. É, as piscinas de Maragogi estão em primeiro lugar no ranking nacional e em segundo no mundial, perdendo apenas para umas piscininhas lá na Austrália. Foi o fechamento das nossas férias no nordeste com chave de ouro.

E elas fazem jus à sua fama. Foram as mais profundas que visitamos, além de serem as mais claras, mais mornas, mas repletas de peixes, mais sensacionais, as mais aguardadas por 99,9% dos turistas. Perfeitas!

Lá tive o privilégio de mergulhar a 6 metros de profundidade num contato extraordinário com uma natureza completamente desconhecida para mim. Para uma pessoa cheia de fobias como eu – e já falei um pouquinho sobre isso aqui – vocês não imaginam o que significou essa experiência.
Mais uma vez tenho que deixar as imagens falarem por si. Tem situações em que não cabem palavras.

6 comentários:

http://graceolsson.com/blog disse...

que fotos lindas
Célia, o meu blog é em português. Apenas o post que vc viu que é composto de fotos e um poema.
Eu mudei de endereco apra

www.graceolsson.com/blog

faz tempoe eu vim te dizer, muito tempo atrás.
Bjs e dias felizes

graceolsson.com/blog

Luma Rosa disse...

Qualquer fobia vai para o espaço diante do paraíso! Que lugar lindo! Nadar entre peixinhos, não tem preço!! Beijus,

Georgia disse...

Célia, que bom que você conseguiu, rs.

Menina, essas suas férias foram deliciosas.
Temos alguns amigos alemaes que gostam de fazer férias nesses lugares que vocês estiveram. Eles também contam verdadeiras maravilhs.

Um beijao e bo semana

Jannine disse...

Ai que fotos maravilhosas, dá até vontade de conhecer estes lugares =))). Beijos e que bom que suas férias foram boas, amiga.

meire disse...

Estas piscinas mais parecem o paraiso...
Bjs

Carmem Tristão disse...

fiquei até com invejinha. mas da bôua!