Quem escreve





Celia Rodrigues. Nasci em 1976 na cidade de Vila Velha, estado do Espírito Santo, onde sempre vivi. Uma cidade um tanto provinciana, longe de holofotes e grandes acontecimentos, e por isso mesmo muito tranquila. E com belíssimas paisagens, diga-se de passagem! Um "lugarejo" que, por assim ser, é um convite ao bem viver. Talvez por isso eu nunca tenha tido pretensões de sair daqui.

Sou formada em Comércio Exterior e trabalho há mais de duas décadas no mundo corporativo, mas divido o exercício da profissão com duas grandes paixões: escrever, cantar.

Em 2007 comecei a escrever este blog e, apesar de alguns períodos de recesso, durante esse tempo experimentei a grata satisfação da interação com meus leitores, o que me levou a me lançar num projeto mais ousado, o lançamento do meu primeiro livro em junho de 2012, Colcha de Retalhos. Uma coletânea de contos escritos e engavetados ao longo de seis anos. Apesar da certeza de que a escrita era o caminho, dei muitas voltas tentando me realizar em outros ofícios, até que finalmente, depois de tanto protelar, resolvi encarar o fato de que nasci para escrever. Hoje (2018) estou cursando Letras-Português e pretendo, daqui a pouco, me dedicar somente a isso. Projetos em andamento!


A música também sempre esteve muito presente na minha vida. Comecei a cantar ainda criança na igreja, onde recebi minhas primeiras lições musicais. Desde então venho me desenvolvendo na área com a participação em corais, grupos vocais, apresentações solo e com a participação em cinco trabalhos gravados. Além disso, estudei música durante vários anos e, eventualmente, compartilho meus conhecimentos em orientações de canto livre. Apesar de ter alguma experiência nessa área, nunca pensei em me profissionalizar na música.

Filha caçula de seis irmãos, sou a "raspa do tacho", nasci quando meus pais não esperavam mais ter filhos. Tenho quinze sobrinhos dos quais sete são sobrinhos-netos e um sobrinho-bisneto (!). Meu pai faleceu em 2011 e minha mãe ainda goza de perfeita saúde no auge dos seus 81 anos!

Casei com o Nilton em 2002, meu querido, e compartilhar a vida com ele é uma prova diária de como Deus se esmera em cuidar de mim. Em 23 de novembro de 2012 nasceu nosso filhote, o Felipe, nossa paixão em comum e a experiência mais avassaladora da minha vida.

Sou cristã desde a infância. Não professo essa condição simplesmente por tradição como muito se vê na nossa cultura, mas para mim é, de fato, uma filosofia de vida. E apesar de este não ser o cunho exclusivo do blog, é uma característica inevitável da minha escrita.

Você é bem-vindo neste espaço. Leia à vontade e, se puder e quiser, deixe suas impressões!